Buenos Aires - 3º dia - Visita à Colônia Del Sacramento (Uruguai) de Colonia Express


Oi pessoal!

Quando estava pesquisando sobre os passeios que faria em Buenos Aires, me deparei com a possibilidade de conhecer um novo país além do programado e me encantei com a ideia! A cidade de Colônia Del Sacramento fica mais próxima de Buenos Aires do que de Montevidéu (capital do Uruguai), e a gente consegue chegar lá vindo de Buenos Aires pelos Buques (barcos). 

Optamos pela Colonia Express por ser a opção mais barata, mas me ARREPENDI COMPLETAMENTE. Isso porque dei azar de chover no dia e a maré estava MUITO ruim... Nessa hora descobri que o barato saiu caro: os valores menores são devido à qualidade inferior do barco com relação ao das outras empresas (Buquebus e Seacat). Com isso, vimos os passageiros das outras empresas voltarem para Buenos Aires e nós ficamos até de madrugada no porto... Sim, um caos. Tinham idosos dormindo pelos cantos, crianças de colo chorando com frio, todo mundo com fome e chegou um horário que a lanchonete do porto fechou! :O Depois de muuuuuito brigarmos e discutirmos, a empresa mandou lanches para nós. Mas o que mais indignou todo mundo foi que não tinha ninguém para explicar nada. Mesmo que falassem "Não sairemos hoje", beleza! A gente voltava pro centro, jantava num lugar legal, pegava uma pousada, enfim... São férias, né? O problema foi ficar ali esperando, esperando e esperando, com passeios pagos e reservados pro dia seguinte em BsAs... Enfim, um grande infortúnio. 

Postei um vídeo bem  indignada no dia no Facebook, explicando a situação, que vocês conseguem assistir clicando aqui.

Para pegar os buques você precisa levar o passaporte. O processo de imigração é o mesmo dos aeroportos... Carimba pra entrar, carimba pra sair, e aquelas filas e revistas de bolsas.



Chegando no porto trocamos alguns pesos argentinos por pesos uruguaios. Não trocamos muito porque ficaríamos só um dia e caso sobrasse, a troca inversa desvalorizaria muito depois. Aí trocamos um pouco e deixamos o resto para passar no cartão.
A cidade pode ser conhecida a pé, de bicicleta, enfim, diversas maneiras. Optamos por alugar um carrinho de golf para rodar pela cidade. É necessário apresentar a carteira de motorista brasileira válida!


Nosso super carro! =) Adorei ahahahaha

 Paramos em um restaurante que mais parecia uma casinha...



E quando chegamos, qual a surpresa? Essa vista linda e tranquila pro almoço! 




Gostoso, mas faltou o arroz com feijão né? #brasileiraquesou
Depois do almoço, fomos conhecer a cidade. Quanta coisa linda! Quanta história! Maravilhoso estar ali e lembrar das aulas de história da escola.


























Uma das lendas sobre o nome da rua é que por ali passavam os condenados à morte, que eram levados para o rio para serem fusilados. Decerto suspiravam enquanto caminhavam para a morte. Outra teoria, mais romântica, é de que uma jovem esperava pelo amado, quando um mascarado cravou um adaga em seu peito, restando um último suspiro, antes do adeus. Por fim, a lenda mais propagada é de que nestas ruas localizavam-se as casas de prostituição, e os suspiros tanto poderiam ser das moças, durante o trabalho, quanto dos rapazes, que suspiravam pelas “meninas” da rua. Assim, a Calle de los Suspiros é envolta em histórias e lendas, e merece a sua visita! Retirado do site Mapa do Mundo.
Não deixe de tomar um helado artesanal (sorvete rsrs), de preferência de doce de leite! É incrível. Ah, e opte pelos caseiros e mais tradicionais do lugar, tipo esse... São mais gosztosos que os do Freddo.






Infelizmente no dia que fui uma baaaaita nuvemzona tampou o pôr do sol, que dizem ser o mais bonito da América Latina! Fiquei triste? Claro que fiquei, mas com os pedacinhos dele que vi já fiquei encantada e doida pra voltar! Olha:


 

Colônia é assim: por onde passa tem algo lindo para ver e admirar. Eu gostei tanto que fiquei doida pra voltar lá e ficar mais, bem mais tempo! Apesar de todos os pesares, VALEU demais a visita!

P.S.: Tatah Fávero ainda tá brava com a Colônia Express.

Comentários

Postagens mais visitadas