Simples promessas.


Tantas vezes te liguei pra ouvir sua voz com a desculpa de que havia sido engano. Muitas vezes encerrei uma ligação querendo que você me ligasse de volta. Prometo não desligar mais.


Já me calei por ter muito o que dizer e falei demais quando estava de cabeça vazia de algo que prestasse. Prometo achar o meio termo.

Errei, errei sim. E prometo continuar errando, pois só assim aprenderei a ser alguém melhor. Mais do que pra você, pra mim mesma. Essa mania de tentar sempre fazer as coisas certas deixa as pessoas muito mimadas, confiantes, superioras. Não quero isso. 

Quero ser igual, ou talvez menor, pra me livrar da obrigação de ser sempre o seu melhor conselho, o melhor colo. Me deixa chorar no seu ombro também? Me fala alguma frase clichê pra me fazer sorrir e me dar esperança de um futuro melhor?

Quem sabe se na nossa próxima viagem você fizesse as minhas malas, ou me mandasse um e-mail com a lista do que eu não posso esquecer. Ou do que eu DEVA esquecer, para ocupar menos espaço no carro e mais espaço na sua vida.

Prometo usar menos maquiagem, pra ficar cada vez mais natural, do jeitinho que você gosta. Prometo aprender a cozinhar seu prato preferido. 
Prometo que o dia que eu te roubar pra mim, não devolvo mais.

Prometo que qualquer dia desses eu te faço uma surpresa, meu bem. Daquelas que você sempre me faz. Prometo guardar minha euforia e não te contar meus planos antes de executá-los.
Aliás, prometo um dia parar de prometer tanto.

Quem sabe você um dia deixe de ser o tema principal de meus textos? Quem sabe eu pare de escrever de você e escreva sobre mim? Não, isso eu não poderei prometer mesmo, desde já.

Escrever sobre mim e não falar de você seria uma mentira, um crime. 
Seria matar a parte mais real e intensa da minha alma pra falar de... Simples promessas.



p.s.: Tatah Fávero adora promessas de um futuro melhor e promete continuar enchendo vocês de amor por aqui

Comentários

Postagens mais visitadas