Eu ou ele vamos fazer intercâmbio, e agora?



Esse é um post trata-se única e exclusivamente de uma experiência minha, que espero que sirva como "exemplo" para aqueles que passarão por situações parecidas. Vou contar minha história pra vocês...

"Era fim de semana, eu estava com meu namorado e papo vai, papo vem, surgiu o assunto "intercâmbio". Eu sempre fui LOUCA pra fazer, acho maravilhosa a ideia de ir para outro país, conhecer novas pessoas, novas culturas, experimentar comidas e bebidas diferentes, estudar com outros métodos, conseguir a especialização em outro idioma e também ficar sozinha, analisando as coisas daqui do Brasil como mera "espectadora."

Ele virou pra mim e falou que estava pensando na ideia de estudar fora por uns 6 meses e queria saber o que eu achava diso, pois minha opinião seria fundamental. Muitas namoradas fariam as perguntas fatais: "e eu?", "e nós?", "e nosso namoro?". Ou então já começariam com as cobranças: "aposto que você vai só pra poder aprontar e ninguém ficar sabendo", "estudar? que nada intercâmbio é só farra", "claro que você não vai, sei bem como são essas coisas", e a pior "SE VOCÊ FOR NÓS VAMOS TERMINAR". Ao contrário, minha primeira frase foi: "JURA??????? FALA SÉRIO, EU ACHO QUE VC DEVE IR O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL! Vai ser maravilhoso pra você, seu crescimento e sua carreira. Te dou todo o apoio do mundo. Te amo e quero te ver bem!". Sem exagerar, foi mais ou menos isso.

Eu me senti lisonjeada de ele vir perguntar o que eu achava e dividir comigo passo a passo todos os procedimentos, documentos, frios na barriga, e etc. que precisam ser feitos antes dessa experiência única. Mas, principalmente, fiquei MUITO feliz com o que ele falou depois: "Eu sabia que você me apoiaria. Fique sabendo que estou pensando em ir principalmente por nós, pelo nosso futuro". Tipo? Imagina se eu tivesse bancado a louca? Para mim, namorada que trava o namorado de fazer esse tipo de viagem das 2, 1: é egoísta ou invejosa.

Ajudei ele em muitas coisas, fui pra fila da embaixada no Rio de Janeiro pra ele tentar o visto americano (mesmo indo para o Canadá, ele precisava do americano para ir aos outlets dos EUA, fazer alguns passeios, etc.), ajudei a arrumar as malas e tudo o mais!!! Ah, e é claro que eu coloquei uma foto minha nas coisas dele para ele sempre se lembrar de mim. Ele amou. Virei livro de cabeceira, crucifixo, porta-retrato, quadro de decoração e tudo o mais naquele basement tão frio e sem "brasilidade".

Muitas, muitas, MUITAS pessoas tentaram nos tirar essa ideia de "ele ir namorando" de cabeça. Os argumentos foram muitos. Para ele "Nossa cara que isso, você é louco, vai solteiro, curtir d+, uhulllll. Se ela não foi contra sua ida é porque está louca pra ficar sozinha aqui e aproveitar" . Para mim "Você é muito nova, muito boba, termina logo, vamos sair, pegar uns gatos, viver a vida! Se ele está indo é porque não se preocupa com você." É, nós percebemos que dependendo da má vontade TUDO vira argumento contra. E foi aí que vimos quem eram nossos amigos de verdade e quem torcia por nós. Os aprendizados começaram antes mesmo de ele comprar a passagem.
Sabe o que fizemos? Fechamos os olhos, ouvidos, tudo! E decidimos o seguinte: "Não vamos sofrer por antecipação. Quando duas pessoas querem que algo dê certo, se amam e se respeitam, significa que VAI DAR CERTO. Vamos viver, e no que depender de nós essa experiência será maravilhosa e só contribuirá para o nosso relacionamento."

Combinamos que eu iria visitá-lo! Assim mataríamos a saudade e ele poderia me mostrar muitas coisas que ele viveu lá e dividir isso comigo. Entretanto, nossos planos tiveram que ser cancelados, pois justo quando eu comecei a me programar, eu passei na prova do estágio e não conseguiria folga (e nem poderia pedir né, era uma baita oportunidade com tantas pessoas fazendo Direito por aí)."Bola pra frente, a gente supera! Um dia voltaremos e veremos tudo juntos.", pensamos.
     
É claro que tinham vários pontos negativos que às vezes martelavam minha cabeça, como por exemplo ele estar sozinho, a carência, as novas mulheres que ele conheceria, novos pubs, e tudo o mais lá em Toronto (fora a beleza francesa das meninas de Montreal, que ele iria perceberia ao visitar o tio de vez em quando). Aí eu comecei a pensar os pontos negativos para ele também, que eram: eu, aqui na minha cidade, já tinha todo o meu grupo de amigos para poder sair quando quiser (lá, ele ainda teria que fazer amizades). Todos os meus ex-peguetes são daqui, e poderiam me infernizar e me "balançar" quando soubessem que ele estaria viajando. Já sei aonde ir, como ir, como voltar, com quem ir, tenho a faculdade, e o pior: EU TINHA ACABADO DE FAZER 18 ANOS.
Pontos negativos como esse existiram antes e durante a viagem. Mas eram tantos pontos positivos que os outros nem significavam tanto. Experiência profissional, diferencial no mercado de trabalho, daríamos maior valor ao relacionamento, pararíamos de brigar por coisas bobas e fúteis, conversaríamos mais tempo durante o dia e mil outras coisas.

Não foi fácil. A saudade era ENORME sabe, ao ponto de pensar nele e até doer. Mas graças a Deus e à tecnologia conseguimos nos "ver" todos os dias, por Skype, conversávamos no Msn, mandávamos e-mails gigantescos quase todos os dias, e sem contar as ligações inesperadas que eu ganhava e me faziam PULAR de alegria!


No aeroporto, tanto a despedida quanto a chegada foram bem marcantes. São dias que eu levarei pra sempre na minha memória. Teve choro, abraços, beijos desesperados, promessas, pedidos "fica bem, se cuida, me espera" e tudo o mais. Já viram cenas de novelas desse tipo? Então, é mais emocionante ainda.


Demorou a passar. Foram os 6 meses mais longos da minha vida. Mas uns dos mais intensos. Quando eu via conhecidos na rua sempre falavam "nossa, já tem isso tudo? está passando tão rápido!", dependendo do meu humor me dava vontade de responder "FALOU BONITÕES MANDEM O SEUS NAMORADOS (AS) ENTÃO JÁ QUE É TÃO RÁPIDO". Mas como ninguém tinha culpa das minhas carências, eu só concordava e saía correndo desse assunto (risos).


Tenho uma excelente relação com a família dele, e não era porque ele estava longe que eu deixava de ir à casa dele, aos aniversários da família, à fazenda almoçar aos domingos... Final de semana era quando doía mais! Mas em vez de me esconder de tudo, eu gostava de estar com todos aqueles que ele amava, com as coisas dele (não vou nem comentar quantas vezes me peguei no guarda-roupa dele cheirando algumas camisas! E o moletom que ele deixou comigo virou traveseiro (risos).).


Ao longo da viagem, todos os dias ele me mandava alguma foto de algum lugar que ele foi, de algumas pessoas que conheceu e tudo o mais, para eu poder "conhecer" junto com ele. Juntei todas essas fotos e fiz um álbum LINDO, em ordem cronológica, com tudo o que ele viveu lá, e entreguei no aeroporto, assim que ele chegou. As malas dele foram extraviadas aqui no Brasil (bem vindo à realidade, meu amor...), e dentro de uma delas estava a câmera digital com todas as fotos. Sem querer, acabei registrando memórias que ele achou que nunca mais teria! Nem preciso falar o QUANTO ele ficou feliz né?


Graças a Deus deu tudo certo. E foi nas mãos Dele que eu e meu namorado confiamos nosso relacionamento. E ficamos felizes de saber que Ele queria que continuássemos juntos.

Eu não deixei de me divertir, nem ele. Saí muitas vezes sozinha aqui e ele lá também. Dancei horrores, reencontrei velhas amigas, fiz programações "de mulherzinha", passei mais tempo com a minha família, assisti vários filmes e, principalmente, me encontrei sozinha. Fazia muitas coisas apenas em minha companhia. Saía pra comer sozinha, pra passear sozinha, pra ir ao cinema sozinha. E me divertia comigo mesma!!! Percebi o quanto sou apaixonante. Foi aí que fiquei tranquila, pois realmente ele estava certo de querer viajar namorando comigo.



Comentários

  1. tatahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh vc eh maravilhosaaaa amo os seus textos continue assim!!!!!! bjimm

    ResponderExcluir
  2. aff, seus presentes tavam na mala que roubaram????
    bj amiga!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. alguns sim, amiga !!! :( mas eu estava tão feliz por ter ele de volta que nem liguei ! hahahaha

      Excluir
  3. AMEI. Juro que aprendi muito com esse texto, quero praticar o que aprendi aqui com o meu namorado tbm. Quero ter o seu relacionamento como exemplo. Você sempre arrasando. Muitaaaaas felicidades para vocês e que Deus abençoe a cada dia mais seu relacionemento. Beijooos Tatah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Feeee ! que bom que gostou !!! com amor e respeito tudo dá certo né? qualquer coisa que precisar estamos aí! muuuito obrigada, vc linda como sempre! beijosssssss

      Excluir
  4. Posso confessar? ME EMOCIONEI hahahahhah é serio! lembrei dessa época quando tudo aconteceu e você contou pra mim e para as meninas, eu lembro que fiquei com o coração na mão e me coloquei no seu lugar, afinal eu ainda "vivo" essa situação apesar de não se comparar muito porque eu ainda tenho a oportunidade de ver o meu love né? Mais eu acho que os nossos sentimentos foram quase os mesmo...Eu torço muito por vocês, você sabe disso! DESEJO TODA A FELICIDADE DO MUNDO PORQUE VOCÊS MERECEM! Se vocês passaram por isso junto é porque o amor de vocês vai muito além de QUALQUER COISA! Que Deus continue iluminando e abençoando esse amor! beeijinos LINDA <333
    PS: aguardo o convite de casamento!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahaaa paulinha sua linda !! foi td mto emocionante ne? e triste tbm.. mas ainda bem que passou e deu tudo certo !!! que Deus abençoe vc e diego tbm, que vao me mandar o convite antes! kkkkkkkk bjos amiga <3

      Excluir
  5. Me emocionei geral *-* o blog está perfeito. Estou reativando o meu agora, visita lá e me diz o que achou? :* Vou estar sempre por aqui

    ResponderExcluir
  6. Já te disse que sou sua fã né.. não preciso nem cv ctg,me emocionei e chorei!! hehehe vc é demais coisa linda!

    ResponderExcluir
  7. ai tah, me ajuda, em julho eu vou pro Canadá também, mas vou passar um ano, e vou deixar meu namorado aqui, a gente já tá juntos há 1 ano e 6 meses... eu não tenho medo que ele me traia, tenho muita confiança mesmo, mas o que me deixa triste é a saudade sabe? só de pensar que vou passar um ano sem tocar nele, sem sentir o cheirinho dele, o gosto do beijo dele, só de pensar nisso já faz meus olhos encherem de lágrimas... o que faço com isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ainnnn sarah... a saudade é FODA! vc leu o texto? tem varias dicas.. tipo se falar todos os dias e tal... qqer coisa me add no facebook que a gente conversa melhor! fica calma que vai dar td certo! bjinho

      Excluir
    2. eu li o post, e já ajudou bastante, e eu vou tentar sim falar com ele todos os dias, te adicionei no face! obrigada tah!

      Excluir
  8. Tatah você não sabe como me ajudou! Meu namorado vai ficar nos EUA por 6 meses e eu estava super bad por isso, praticamente uma egoísta de marca maior.
    Mas tenho duas coisas fortes do nosso lado, Deus e nosso amor. E eu tenho certeza que as coisas ficarão bem tirando a saudade e as inseguranças que são inevitáveis.

    Beijoo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Karla !!! obrigada pelo comentário! Não fica na bad não, porque se Deus quiser vai dar tudo certo. É bom pra bater aquela saudadinha, e a gente dar uma pensada no relacionamento, melhorando cada vez mais ! Qualquer coisa que precisar estarei aqui. Um beijo !!

      Excluir
  9. Ei tatah!

    noossa me identifiquei muito com o seu texto!
    Só que no meu caso é ao contrario, eu q estou indo morar fora, e meu namorado vai ficar aqui no Brasil.
    Vou estudar ingles por 2 meses na Africa do Sul, e como nunca morei fora nem nunca fiquei longe tanto tempo da familia e nem do meu namorado, bateu aquele desespero sabe?? Ainda mais pq eu sou uma namorada tãao grudenta. haha
    Ele é o namorado mais compreensivo do mundo, reagiu exatamente q nem vc, e é a pessoa que mais tem me apoiado nisso!
    Mas acho q 2 meses passa muuito rapido ne? eu to tão desesperada, e tem gente q fica longe até 1 ano. hahaha
    Obrigada pelo texto!!!

    Beijos,

    Giuliana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Giu!
      Peço desculpas pela demora a responder. Demorei tanto que acredito que vc já tenha ido e voltado né? Como vc disse, 2 meses passam muito rápido. Fica tranquila que se ele está te apoiando é pq quer o seu melhor e vai dar tudo certo (estou na torcida!)!
      Aguardo novidades!
      Bjos

      Excluir
  10. Tatah, meu namorado está indo viajar, durante seis meses. Alguns meses atrás nós brigamos, mas está tudo bem. Temos mais de um ano de namoro, e decidimos que ele vai pro intercambio, tranquilo, vamos dar um tempo. Ate porque eu preciso disso tambem. Pra pensar, pra focar mais em mim, estudar e etc. Mas nao penso em ficar com ninguem, e nem quero saber se ele ficou com alguem la. Se ele ficar, nao posso fazer nada, é o nosso tempo. Mas espero que isso nao aconteça. Vou visita-lo em julho. 3 meses depois dele ir pro intercambio, e decidimos que la ficaremos juntos. Gostaria da sua opinião.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luisa!
      Olha, posso dar minha opinião, mesmo? hahaha eu sinceramente acho que "quem dá tempo é relógio". Poxa, não fiquem com medo. Não interrompam uma história bonita antes de as coisas acontecerem. O mais importante é que vcs se gostam. A distância já dói, "dando um tempo", então, é pior ainda :(
      Mas vcs é quem sabem... espero notícias!!!
      Beijos

      Excluir
  11. nossa simplesmente o que eu precisava ler! meu namorado vai no sabado que vem ficar 1 ano e 4 meses fora !!!! muito tempo né? mas vou visita-lo no meio desse tempo , mas mesmo assim vamos ficar muito tempo sem nos vermos , seu texto, apesar do seu tempo ser menor que o meu, fez muita diferença pra mim!! Acho que eu e meu namorado vamos ter um final feliz que nem você e o seu! Espero!!! Decidimos não terminar, alias a gente já ta meio acostumado com distancia , namoramos a distancia não tao distante assim mas nos vemos uma vez por mês as vezes mais e as vezes menos o bom é que como ele não vive no mesmo lugar que eu , não vou sentir a falta dele no meu dia -a - dia pois não tinha ele aqui mas skype vou querer sempre hahaha obrigada mesmo e quando ele voltar , volto aqui para contar se deu certo ou não!

    ResponderExcluir
  12. Ola Tatah,
    Meu namorado tambem foi fazer um intercambio em Toronto, por 6 meses, hoje fazem 40 dias que ele viajou, nos falamos todos os dias, ele manda fotos de tudo. Me identifiquei muito com sua historia. Me deu muita forca ler seu texto, ate me emocionei, tem dias mesmo que a saudades doi. Muito bom saber que voces superarao esse periodo longem. Obrigada por dividir. Felicidadesssss para voces!!!
    L

    ResponderExcluir
  13. Oi Tatah!

    Provavelmente você nem venha a ler esse comentário, já que é um post bem antigo! Mas procurando no google algumas soluções para amenizar meu problema, cheguei até ele!
    Menina, que situação difícil.. meu namorado esta embarcando para a Irlanda mês que vem, então a ansiedade e o choro estão tipo, descontrolados hahaha..
    Acho que a pior coisa é tentar se firmar em momentos de positividade de que tudo irá dar certo e logo após isso, vir os momentos de negatividade, acreditando que tudo vai se findar.
    De qualquer forma, muito legal ler um relato de como as coisas podem dar certo!

    ResponderExcluir
  14. Nossa, impressionante... Vou passar pela mesma situação agora, e prevemos muitas dessas coisas q vc citou, porém o intercâmbio dela é um ano.... Sim um ano é muito tempo, mas estamos fazendo como vc, deixar nas mãos de Deus e fazer o amor ser maior q o tempo e a distância. Admirável conhecer vcs dois q deram certo.. Parabéns! 👏👏👏👏

    ResponderExcluir
  15. Nossa, impressionante... Vou passar pela mesma situação agora, e prevemos muitas dessas coisas q vc citou, porém o intercâmbio dela é um ano.... Sim um ano é muito tempo, mas estamos fazendo como vc, deixar nas mãos de Deus e fazer o amor ser maior q o tempo e a distância. Admirável conhecer vcs dois q deram certo.. Parabéns! 👏👏👏👏

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas